Abismo da traição

Resgatei
do sepulcro
de terras profanas
tolos sentimentos pecadores
enquanto afogavam-se
no mar de mentiras.
Desatei
almas de luto
bocas de sons mudos
costuradas com linhas de sangue
enquanto feriam-se
no grito, arraigado de dor.
E neste eterno martírio que me atirei
arranquei
de mim
frias lágrimas
feitas para me partir.
oh... coração
cantas canção sem ouvir
enquantos cais
neste insondável abismo
feito nas cinzas da minha traição 

              msrdany

3 Comentários:

nx0 disse...

ai poeema lindo

Lizi disse...

gosto muiiito dele tbem

renata disse...

''TENSOOO!!!''

Postar um comentário

 
Momentos © Copyright | Template By Mundo Blogger |